Falta um pensador a Mourinho

à(s) 19:32

domingo, 18 de janeiro de 2009


Aqueles que conhecem bem o trajecto de Mourinho, terão (como eu), dito que para uma equipa treinada pelo português, ter 6 pontos de vantagem sobre o segundo classificado na entrada do novo ano, seria uma vantagem praticamente inalcançável.

A verdade é que parece que nos enganamos. Caso a Juventus vença hoje no reduto da Lázio (o que também não é nada fácil), o Inter passará a ter apenas 1 ponto à maior sobre os comandados de Ranieri. Quando ainda falta muito campeonato.

Olhando rapidamente para a equipa de Mourinho, detectamos que algo não está totalmente à sua medida. Primeiramente, pela rotatividade imensa que tem feito no centro da defesa, onde praticamente não repete uma dupla de centrais. Se é verdade que no início da época esse facto se deveu a uma onda de lesões, actualmente já não será bem assim. Rivas, Burdisso, Materazzi, Samuel e Cordoba, não serão os defesas de sonho do português. Não referi Chivu propositadamente, porque me parece o preferido de Mourinho, além de o considerar o melhor. Apesar de o romeno ser também muitas vezes desviado para a esquerda ou para a zona central do meio campo.

Depois, no meio-campo, se é óbvio que Vieira já está muito longe do jogador que já foi, é Zaneti quem dita as leis, juntamente com Muntari, Cambiasso e Stankovic. Olhando para estes nomes, e para a sua colocação no terreno, e qualidades técnicas, facilmente constatamos que falta alguém que dê à equipa mais capacidade de ter a bola, que sirva melhor os avançados, que desequilibre. Um jogador à imagem de Deco, simultaneamente mágico e operário, elemento fundamental nos sucessos europeus do Porto de Mourinho. Um jogador que acredito terá faltado ao seu Chelsea para chegar mais longe na Liga dos Campeões, embora houvesse Lampard, jogador que também encaixaria como uma luva neste Inter.
A falta de imaginação do meio-campo agrava-se sobretudo quando vemos que Figo, principalmente após lesão prolongada, não tem ritmo nem intensidade para ser indiscutível na equipa. Apesar de se notar a diferença quando está em campo. A equipa pensa melhor, sente-se mais confortável, a bola chega à frente mais vezes com qualidade. Algo que Mancini e Quaresma deveriam providenciar, mas não o estão a conseguir. É aliás pelo seu baixo rendimento que Mourinho abandonou o 4x3x3 que pretenderia estabelecer, passando ao actual 4x4x2.

Com dois homens na frente, se o grandísismo Ibrahimovic é indiscutível, de Adriano, Cruz e Crespo já não se poderá dizer o mesmo. O primeiro porque tarda em encontrar-se psicologicamente, de forma a apresentar um rendimento constante, e os argentinos porque se encontram já na trajectória descendente das suas carreiras. Obinna, um jovem nigeriano, é um caso diferente. É um jogador explosivo, com muitas qualidades técnicas, mas que ainda precisa de aprendizagem para se afirmar num futebol como o Calcio.

Sabemos todos as condicionantes do mercado de Inverno, mas é indiscutível que o Inter necessita de um 'criativo' se pretender explorar todas as suas capacidades. Mourinho naturalmente que o saberá, assim como sabe que, se não o conseguir, a equipa terá muito mais dificuldades. Certo certo, é que estou convencido que para 2009/2010, vai haver uma forte mudança de rostos no Giuseppe Meazza.
Apesar de tudo, continuo a considerar o Inter o principal favorito à conquista do Scudetto, fazendo companhia às minhas apostas do top 5 dos campeonatos europeus (Barcelona, Bayern, Lyon e Manchester United). Também porque a Juventus ainda está em crescimento depois do ostracismo da segunda divisão, porque a Roma começou mortiferamente mal o campeonato, e porque esta é a segunda e última época de transição do Milan, para um regresso que adivinho fortíssimo, voltando ao que nos habituou.

11 comentários:

PB disse...

tenho mta curiosidade para saber quem serão os reforços do Inter na próxima temporada.

Estou convencidissimo que Bruno Alves estará no lote!

José Lemos disse...

PB,
pelo que tenho lido e visto, provavelmente dois centrais chegarão.
Se Bruno Alves estará no topo da lista não sei. Mas é uma hipótese..

Em relação aos reforços, Mourinho há-de querer aproveitar a vontade de Abramovich querer fazer dinheiro, quiçá conciliada com fracos resultados desportivos do Chelsea nesta época. Apesar de ser ainda cedo e Scolari ainda se encontrar na luta..

low desert puke disse...

O ultimo dos problemas do Adriano è a psicologia. Apenas e sò porque nao è um homem talhado para ser atleta de alta competiçao, nao sabe porque nao quer. E a frase reservada ao Obinna devia ser tambèm aplicada ao Balotelli.

José Lemos disse...

low desert puke,
considero o 'não querer', uma componente psicológica. Mas essa seria uma discussão complexa.

Quanto a Balotelli, definitivamente, não me parece que o principal motivo para não jogar seja o mesmo de Obinna.

Hélio Oliveira disse...

A mim parece-me que quando Mancini e Quaresma ficarem em forma, Mourinho vai apostar num 4-3-3 com os 2 extremos e Ibra no meio. Porque aquele meio campo com Cambiasso, Muntari, e Zanetti e Stankovic e parece-me muito previsivel.

Abraço

No final irão sair Cruz e Crespo pelo que deve entrar um avançado. Aguero ou tevez. Na minha opinião.

Paulo Santos disse...

Boa análise, não anda muito longe da que faço. Apenas não acredito que Mourinho recorra ao mercado, isso seria assumir que falhou qualquer coisa, sobretudo, depois da "novela Quaresma". Acho que ele vai acabar a época com este plantel, as chaves estarão na recuperação de Adriano e Quaresma - absolutamente distintas, claro.


Abraço e continuação de bons textos

dragao vila pouca disse...

Não falta nada, falta é pouco tempo para afinal o que era verdade ontem - Mourinho "salvou" Pinto da Costa - passar a ser mentira amanhã e afinal, os anti-portistas, baixinho reconhecerem, que foi garaças a Pinto da Costa e ao F.C.Porto, que Mourinho conseguiu tudo o que conseguiu.

Um abraço

Futebol disse...

Boa noite,

Alinham numa troca de links?

http://futebolodesportorei.blogspot.com/

José Lemos disse...

Hélio,
não me parece que agora Mourinho vá optar preferencialmente por dois extremos e um avançado. Antes, por um extremo e dois avançados, ou, um avançado e um extremo.
Quanto a Tevez e Aguero, seriam dois complementos excelentes para Ibrahimovic.

Paulo,
também não acredito que Mourinho vá recorrer ao mercado de Inverno. Apesar de achar que poderia ser importante. No máximo fará um pequeno ajustamento, nada de muito sonante, no caso de algum dos seus jogadores sair.

Dragão,
essa parece-me uma visão um pouco azulada da coisa.
Afinal de contas, Mourinho também provou alguma coisa no Chelsea.
Considero que a relação entre Mourinho e PC/Porto, foi aquilo que em Biologia se chama comensalismo, com benefício para ambos.
Penso que provavelmente Mourinho não conseguia aquilo que obteve no Porto, em mais nenhum clube português, mas também estou absolutamente convicto que nenhum outro treinador daria ao Porto os sucessos europeus que Mourinho deu.

Abraço

dragao vila pouca disse...

-...mas também estou absolutamente convicto que nenhum outro treinador daria ao Porto os sucessos europeus que Mourinho deu.

Meu caro amigo, ainda o Mourinho andava de Bibe - futebolisticamente falando - já o F.C.Porto tinho ido à final da Taça das Taças, que só não ganhou porque era a Juve - penso que basta dizer que era a Juve. Foi Campeão europeu e mundial e venceu contra o Ajax, a Supertaça europeia.
Pode dizer-se que eram outros tempos e é verdade, mas também nessa altura, o F.C.Porto não estava organizado e estruturado, como estava no tempo do Mourinho.

Mas e que fique claro, eu gosto do treinador José Mourinho, embora ele me tenha desiludido pessoalmente.

Um abraço

José Lemos disse...

Chegou à resposta caro Dragão, eram outros tempos.
Antes da Lei Bosman, quando os clubes portugueses por cá conseguiam ter jogadores que lhes permitissem bater-se de igual para igual (ou perto disso), com muitas equipas europeias.
Agora é mais difícil.

Sejamos claros, quem punha as mãos no fogo pela grande maioria dos jogadores do Porto antes de Mourinho chegar ao Dragão? Quem, excluindo paixões clubísticas, poria as mãos no fogo, pelo plantel do Porto, antes da época em que venceram a UEFA? Eram jogadores com pouca expressão (excluindo Baía, Jorge Costa, Alenitchev, e em parte Deco) antes de Mourinho chegar ao Porto.
Agora que o clube lhe deu óptimas condições? Ninguém duvida!

E que Mourinho é um grande treinador?Também ninguém duvida. Nem o caro dragão vila pouca.

Um abraço.